SindimotoSP está em luta judicial pelos direitos dos Entregadores de Apps desde 2016

O Sindicato apoia e se solidariza com a situação dos Entregadores de Apps. Sabemos da iniciativa de um pequeno grupo em realizar um ato de paralisação nesta sexta, dia 16 de abril, às 13 horas, no Pacaembu. Toda manifestação ordeira é válida e conta com nosso apoio. Sabemos bem da situação insustentável destes trabalhadores em um momento tão crítico como da Covid-19. Vamos juntos realizar uma manifestação contra a precarização das relações de trabalho promovidas por Loggi, Ifood, Uber Eats, Rappi, entre outras. Elas pagam taxas de entregas absurdamente baixas, aumentam em demasiado a jornada de trabalho e bloqueiam injustamente o trabalhador. É PRECISO DAR UM BASTA NISSO!

LUTA NECESSÁRIA

Nossa luta pela valorização dos trabalhadores de Apps vem desde 2016. Já realizamos denúncias contra a Loggi, Ifood, Uber Eats, Rappi e muitas outras. Existem Ações Civis Públicas em andamento no Judiciário com primeiro ou segundo julgamento. Muitas destas julgadas procedentes. Também temos algumas julgadas improcedentes pelo Ministério Público. E, como sempre, damos visibilidade para estas questões tão urgentes de atenção por parte da Justiça. Realizamos paralisação em 2020 com milhares de Motoboys.

AÇÃO POR DIREITOS

Infelizmente, só há uma saída para a situação de descaso das empresas de aplicativos com os Entregadores, que é o Judiciário. É uma disputa na qual se visa o reconhecimento do vínculo. Porque não existe nada até agora, a não ser uma boa vontade inexistente, obrigando os Apps a pagarem um bom preço para os trabalhadores. Uma CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) seria uma saída, mas só pode ser aplicada aos trabalhadores CLT, ou seja, com carteira assinada.

Se você é Entregador de App junte-se a nossa luta por respeito e dignidade. Reivindique seus direitos e conte com o apoio irrestrito do SindimotoSP nesta luta”, comenta nosso presidente Gilberto Almeida dos Santos, o Gil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *