CPI dos Apps ouve representantes da 99 e do iFood e questiona sobre remuneração e segurança

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) dos Aplicativos ouviu na última terça, dia 7 de dezembro, os diretores de relações públicas, governamentais e institucionais do iFood e da 99. Na ocasião, o representante da 99 Tecnologia Ltda depôs na condição de investigado e foi amparado por um habeas corpus preventivo que, entre outras coisas, permitiu ao depoente permanecer em silêncio quando indagado sobre fatos que impliquem em autoincriminação.

Após os depoimentos, foram aprovados 6 requerimentos com convites para esclarecimentos e pedidos de informação sobre os temas investigados pela Comissão. A reunião foi conduzida pelo presidente da CPI, vereador Adilson Amadeu (DEM). Também participaram o vice-presidente da Comissão, vereador Marlon Luz (Patriota), o relator dos trabalhos, vereador Camilo Cristófaro (PSB), e os vereadores Dr. Sidney Cruz (Solidariedade), Gilson Barreto (PSDB), Luana Alves (PSOL) e Senival Moura (PT), membros do colegiado.

PRESIDENTE GIL

Eu e toda a diretoria do SindimotoSP estamos acompanhando de perto os andamentos e processos da CPI. Esperamos que a justiça seja feita e que todos os problemas, abusos, e precarização do setor sejam resolvidos. Também reafirmo que há vínculo trabalhista entre os Motofretistas e as empresas de entrega por aplicativo, mesmo que seus representantes argumentem o contrário.

Para mais informações, fiquem ligados em nossas redes sociais e site, pois todas as novidades da CPI são compartilhadas na íntegra com a categoria.

LEIA A DIVULGAÇÃO COMPLETA DA CÂMARA MUNICIPAL

CONFIRA O QUESTIONAMENTO DO PRESIDENTE DA CPI AO REPRESENTANTE DO iFOOD

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *