Entrevista ao R7 | “Ação do iFood amplia precarização” – leia depoimento na íntegra!

O iFood, mais uma vez, realizou este mês uma ação que, na prática, trata-se de mais um empurrão para a precarização do trabalho de entregas em São Paulo. Eles inauguraram uma bicicletaria para ALUGAR os equipamentos para os Entregadores trabalharem. A equipe do site R7 me procurou para uma entrevista, a qual agradeço a oportunidade de poder expressar a opinião do Sindicato dos Motoboys (SindimotoSP).

Confira abaixo

A ação recente do iFood, que inaugurou uma bicicletaria na zona oeste de São Paulo, onde oferece locação de bicicletas elétricas para entregadores de aplicativo por R$ 9,90 semanais, não agradou ao Sindicato dos Motoboys.

“O projeto expande ainda mais a precarização dos direitos do trabalhador. Como se não bastasse o que eles já sofrem, [as empresas] querem ganhar em cima do aluguel da bicicleta. Daqui a alguns dias, vão dizer que não pode mais andar com bicicleta própria, e só com a alugada”, disse Gilberto Almeida, presidente do SindimotoSP (Sindicato dos Mensageiros Motociclistas do Estado de São Paulo), que defende a categoria dos entregadores.

Para Almeida, o projeto, que pretende colocar ao menos 500 bicicletas em circulação até o fim de 2020, indica como estas empresas estão na contramão da luta por direitos da categoria.

“Vemos o número de acidentados só aumentando, e os aplicativos investindo em propagandas caríssimas em horário nobre na televisão aberta. Os ‘motocas’ cada vez mais escravizados em relação a seus direitos, e eles (empresas de aplicativo) cada vez mais ricos, arrumando parafernalhas para arrancar dinheiro dos trabalhadores”, concluiu.

Chamado de iFood Pedal, o espaço criado pela iFood fica na zona oeste da capital paulista, e oferece aos entregadores que pagam pelo valor semanal um kit com capacete, mochila de entregas, máscara, álcool em gel, local para recarga de celulares e copa para refeições.

Leia a notícia na íntegra – https://noticias.r7.com/sao-paulo/acao-da-ifood-amplia-precarizacao-diz-presidente-do-sindimoto-06102020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *