DESRESPEITO | Empresas de entrega por aplicativo NÃO atendem reivindicações dos Motoboys

No mês de junho, o SindimotoSP esteve na liderança e organização de grandes manifestações (dias 1º e 14 de julho). Cada paralisação contou com a participação em peso da categoria. Fizemos protestos nas principais ruas e avenidas da Capital e manifestações em frente ao TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 2ª Região e Câmara Municipal de São Paulo. Mas só agora obtivemos uma resposta por parte da Justiça.

Foi liberado na última sexta (6 de novembro), o resultado da mediação entre o Sindicato e as empresas (Uber Eats, Ifood, Loggi e Lalamove), solicitada em 14 de junho pelo desembargador Dr. Rafael Edson Pugliese Ribeiro do TRT. E, lamentavelmente, todas as empresas alegaram que os serviços necessários já são disponibilizados aos entregadores. E todos sabemos que não é verdade. O Sindicato dos Motoboys repudia tal atitude e ressaltamos que a luta continua!

REIVINDICAÇÕES DOS MOTOCAS

As reivindicações feitas pelo SindimotoSP na época incluíam: aumento do valor pago por km rodado, fim das punições indevidas, contratação de seguro de vida e contra acidentes, roubo e furto, além do fornecimento de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) para sanitização das mãos e baús das motos, máscaras descartáveis, licença remunerada para os contaminados pela Covid-19 no exercício do trabalho e muito mais.

PRESIDENTE GIL

Não aceitaremos esse descaso com a categoria. É uma vergonha o que as empresas de entrega fazem. Não se preocupam com a saúde e segurança dos trabalhadores que estão, desde de o inicio do ano, atuando além do limite para manter a sociedade abastecida e segura em meio à pandemia. Além do descaso com Motoboys que se acidentaram e foram completamente abandonados e esquecidos. O SindimotoSP continuará na luta para que estas reivindicações sejam atendidas”, afirma Gilberto Almeida dos Santos, mais conhecido como Gil dos Motoboys.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *